Coeficiente de segurança - Tubagens em ferro fundido dúctil - Saint-Gobain PAM Portugal

Coeficiente de segurança

Água

Coeficiente de segurança

As solicitações mecânicas (pressão interior, cargas exteriores) às quais é submetida uma tubagem aquando da sua colocação em serviço podem ser avaliadas com precisão. É, no entanto, mais difícil prever com exatidão as tensões que surgirão com o tempo. É no intuito de garantir às tubagens em ferro fundido dúctil uma duração de vida máxima que a PAM escolheu coeficientes de segurança elevados.

Coeficientes de segurança mínimos especificados

Os tubos são dimensionados segundo os critérios da norma EN 545:
  • Pressão interior: a tensão de serviço, na parede do tubo, não deve exceder um terço da tensão de rutura (o que corresponde à metade do limite elástico em tração). O coeficiente de segurança mínimo, para o cálculo da pressão de funcionamento admissível, é de 3.
  • Cargas exteriores: a solicitação não deve causar, quer seja uma tensão superior a metade do limite de rutura à flexão, quer seja uma ovalização superior a 4 %. A deformação máxima de 4 % é recomendada pela norma EN 545 para garantir a boa resistência da argamassa de cimento de alto forno (principalmente para os DN > 800).

Coeficientes de segurança reais

Os tubos PAM dispõem, para além da sua área de funcionamento nominal (Pressão de Funcionamento Admissível), de uma importante margem de segurança. De facto:
  • A ductilidade do material confere às peças em ferro fundido dúctil uma forte capacidade de absorção de trabalho ou de energia, para além dos limites do seu domínio elástico;
  • Os métodos utilizados para o cálculo/dimensionamento das peças são prudentes e preveem coeficientes de segurança elevados.